Policial de Fernandópolis é internada após inalar fumaça

38

Uma policial civil de Fernandópolis, segue internada e intubada em estado grave na Santa Casa de depois de inalar fumaça de uma churrasqueira. O fato foi registrado neste domingo, dia 17.

Com alto grau de depressão, ela acendeu a churrasqueira dentro do próprio quarto e vedou a porta e a janela para que a concentração de fumaça (monóxido de carbono) fosse maior, provocando hipóxia cerebral, quando há diminuição de suprimento de oxigênio.

A policial, que não teve o nome divulgado, já teve a arma retirada para evitar uma tragédia maior. Ela tentou um fato pouco comum no Brasil, mas em 1997, durante uma crise financeira, teve um alto índice de casos em Taiwan, Hong Kong, Japão, Coreia do Sul, Singapura e China.

Colegas de profissão pouco comentaram sobre o assunto, mas adiantaram que toda a Polícia está doente e depressiva. O trabalho excessivo e a falta de efetivo, estão sobrecarregando o emocional do policial e, em muitos casos, contribui para uma depressão ou dependência química, como o alcoolismo.

Até a manhã desta segunda-feira, doa 18, ela aguardava transferência para a UTI.

Fonte: Regiao Noroeste