PM é acionada três vezes para prender criminoso armado

48

DL News
Demandou grande esforço policial a prisão de um desempregado de 40 anos, morador da favela da Vila Itália, que estava ameaçando esposa e filhas pequenas com uma arma de fogo.

Somente na terceira vez em que a Polícia Militar foi acionada, os agentes conseguiram localizar o agressor, que nas outras duas oportunidades se embrenhava na mata que margeia um córrego.

A mulher dele, de 37 anos, e duas filhas menores, tiveram que fugir de casa e foram abrigadas no Albergue até que o criminoso fosse localizado.

Ela contou que o homem possui uma arma de fogo e estava extremamente violento.

Policiais militares estiveram no endereço durante a madrugada, mas o desempregado fugiu antes da chegada da viatura. Na segunda chamada, eles fizeram buscas pela mata e disseram terem ouvido um estampido semelhante a tiro, mas não encontraram o criminoso.

Após a saída da família, ele foi visto novamente no bairro e causou confusão com outros parentes. Desta vez foi perseguido e preso próximo à linha férrea, porém, desarmado.

O homem resistiu à prisão e teve que ser imobilizado por vários policiais. Na delegacia, xingou os agentes e ameaçou matar a companheira caso fosse preso.

Tamanho era o estado de alteração dele, que o desempregado precisou ser dopado na UPA Tangará.

Ele já tinha sido preso neste ano por violência doméstica. Além de registrar um processo por tráfico de drogas.

Desta vez, vai responder por violência doméstica, ameaça, vias de fato, desacato e resistência.