MP pede pena de 200 anos para homem que estuprou 17 mulheres e matou duas na região

10

O Ministério Público pede condenação de 200 anos para o homem acusado de estuprar 17 mulheres e matar duas delas em cidades da nossa região. Os crimes ocorreram em cidades como Rio Preto, Guapiaçu, Cedral, Uchoa e Monte Aprazível.

José Antônio Miranda da Silva, de 48 anos, está preso desde o dia 19 de junho do ano passado. Ele foi capturado por policiais da Divisão Especializada de Investigações Criminais (DEIC), no bairro Ouro Verde, em Rio Preto, junto com o carro utilizado nos crimes.

Ele é acusado de estuprar 17 mulheres e matar duas destas vítimas. O Ministério Público pede pena de 200 anos de prisão para o réu. Ele já havia cumprido pena de 10 anos por estupro e foi solto em 2017.

De acordo com as investigações, o réu iniciou uma série de crimes sexuais em abril de 2018, onde oferecia carona para as vítimas e depois as levava para regiões desabitadas de Rio Preto, Guapiaçu, Cedral, Uchoa e Monte Aprazível.

José Antonio passará nesta quarta-feira (20/10), por audiência de instrução, quando será decidido se ele será enviado para julgamento pelo Tribunal do Júri. De acordo com a denúncia do Ministério Público, ele vai ser julgado por 17 estupros que foram seguidos de sete tentativas de assassinatos, cinco roubos e dois homicídios consumados.

GAZETA DO INTERIOR