Ladrão é identificado por uniforme e acaba preso no local de trabalho

110

Por meio do uniforme de uma construtora, um pedreiro de 49 anos foi identificado e preso no local de trabalho, após furtar uma loja de equipamentos eletrônicos no centro de Rio Preto. Ele também é suspeito de furtar a carteira de dois trabalhadores, a poucos quarteirões do local da primeira ação.

Durante a manhã, o comerciante notou a falta de três caixinhas de som na prateleira e resolveu checar as câmeras de monitoramento. As imagens mostram que um homem disfarçadamente colocou os objetos em uma sacola e vai embora sem que ninguém perceba o crime. Como ele estava vestindo um uniforme, a vítima procurou informações sobre a empresa na internet e localizou uma obra no bairro Jardim Universitário, para onde seguiu.

No endereço, mostrou o vídeo para um encarregado e ele reconheceu o funcionário, que foi flagrado com a mesma sacola e assumiu o crime. A Polícia Militar foi acionada e deu voz de prisão para o pedreiro. Porém, outro fato chamou atenção.

O suspeito estava com dinheiro na carteira e os colegas de trabalho delataram que, mais cedo, ele tinha pedido dinheiro emprestado. Nos fundos da obra foram localizadas duas carteiras com documentos. Havia um número telefônico em uma delas através do qual os pms conseguiram contato com as vítimas, que são irmãos.

Eles contaram que descarregavam lenha em uma padaria da rua Antônio de Godoy e deixaram a caminhonete aberta. Aproveitando-se da distração dos trabalhadores, alguém passou pelo veículo e levou as duas carteiras. O dinheiro que havia dentro de uma delas é praticamente a quantia que o suspeito portava.

O pedreiro, no entanto, negou ter pegado as carteiras e alegou que o dinheiro era fruto do trabalho dele.

Embora haja fortes indícios de autoria, nesse segundo caso ele será investigado em inquérito. Porém, foi preso pelo furto das caixas de som, e sem direito à fiança, já que registra um extenso histórico criminal.