Encarregado de obra é preso após atacar pedreiro com enxadão; vítima desobedeceu ordem

2

Golpeado na cabeça, o homem foi entubado e levado para o Hospital de Base com suspeita de morte cerebral

Um encarregado de obra, de 39 anos, foi preso nesta segunda-feira, 18, em Bady Bassitt, após agredir um pedreiro de 61 anos utilizando um enxadão e uma estaca. Ferido gravemente na cabeça, o homem foi levado para o Hospital de Base com suspeita de morte encefálica.

O crime aconteceu dentro de um condomínio fechado do bairro Nova Bady.

O encarregado Adriano Santos Oliveira afirmou que deu uma ordem ao subordinado Onias Brito da Silva e o homem se recusou a obedecer. Adriano, então, mandou a vítima pegar suas coisas e ir embora.

Onias teria se revoltado e tentado atacar o encarregado com uma enxada. Adriano se armou com um enxadão e revidou, acertando a cabeça do trabalhador. Já caído, o pedreiro ainda foi ferido com um golpe de estaca, também na cabeça.

Ele foi levado para o Pronto Socorro da cidade, onde foi entubado. A médica plantonista informou que Onias sofreu traumatismo craniano e havia suspeita de morte cerebral. Ele foi transferido para o Hospital de Base, onde segue internado até às 9h00 desta terça-feira, 19.

Adriano, que permaneceu no local do crime, afirmou ter agido em legítima defesa e por violenta emoção.

O encarregado, que já cumpriu pena por associação para o tráfico, foi preso por lesão corporal grave.

O delegado Jonathan Marcondes Stopa justificou o enquadramento penal com base no que o agressor e testemunhas relataram: que Adriano cessou por conta própria o ataque. A conduta está tipificada no artigo 15 do decreto 2.848: O agente que, voluntariamente, desiste de prosseguir na execução ou impede que o resultado se produza, só responde pelos atos já praticados.